Por que não faz sentido morar em Portugal e apoiar o Bolsonaro?
14 de outubro de 2018
2

A não ser que você queira voltar para o Brasil. Caso esteja aqui e se beneficie dos implementos do governo de esquerda, tenho duas hipóteses sobre sua pessoa. Ou você é mal informado, ou hipócrita. Prefiro acreditar que seja a primeira opção e por isso estou aqui para esclarecer por que não faz sentido morar em Portugal e apoiar o Bolsonaro.



Comunismo x Socialismo

Primeiro, vamos a uma introdução básica. Eleitores desse senhor bradam contra o comunismo e alegam que o Brasil irá virar uma Venezuela, caso seu candidato não ganhe. Mas, será que realmente conhecem a diferença entre comunismo e socialismo?

Comunismo

O comunismo é uma ideologia política onde num mundo ideal não existiriam classes sociais, nem Estado. Os indivíduos trabalhariam para um bem comum e os meios de produção, juntamente com as propriedades privadas, pertenceriam a todos. As decisões seriam tomadas por e para toda a comunidade, de forma democrática.

Especialistas dizem que nunca houve de fato uma nação comunista, já que para a existência da mesma o Estado deveria ser extinto. Os países que seguem os preceitos comunistas acabaram por adotar um regime totalitário, bastante autoritário e que tolhe a liberdade dos indivíduos. Principalmente, no que tange a aquisição de bens e o contato orgânico com o resto do mundo, por exemplo.

Exemplos de países comunistas*: Cuba, Venezuela**, Coréia do Norte e China

Socialismo

Um dos objetivos do socialismo também é acabar com as desigualdades sociais e faz isso através da regulamentação de políticas que visam o bem estar de todos os seus indivíduos. O Estado continua tendo grande influência sobre a sociedade, mas de forma mais branda. Ele assegura oportunidades iguais a todos, só que acredita em eleições democráticas e esta é a grande diferença do comunismo.

Exemplos de países socialistas*: Portugal, Canadá, Noruega e Dinamarca

*As definições que coloco aqui são muito simplistas e vão mais de acordo com o que acontece atualmente no mundo. O comunismo e socialismo “raiz” vão MUITO além disso. Também temos que levar em conta que entre a criação desses sistemas décadas atrás até a implementação dos mesmos ao longos dos anos, há muitos pormenores a se analisar. 
**A Venezuela é um exemplo de que essa análise deve ser mais profunda. Era um país socialista que acabou se tornando numa ditadura. Porém, a crise que se instalou por lá não se deve exclusivamente às políticas socialistas, mas também pela má gestão e o fato do petróleo ser praticamente a única fonte de renda do país.

Segundo Karl Marx, o socialismo é considerado uma etapa anterior ao comunismo. Para ele, se uma sociedade implanta o socialismo, acaba por chegar ao comunismo. Isso não quer dizer que necessariamente aconteceria com todas as nações socialistas, principalmente nos dias de hoje onde os sistemas político-econômicos conseguem se mesclar.

No mundo atual, creio ser muito difícil que uma nação socialista se sustente por si só. Talvez por isso, os países que citei como socialistas se definem como sócio-democráticos. Eles seguem um modelo híbrido, na tentativa de equilibrar os dois lados da moeda, por assim dizer. Ora, vocês não concordam que o melhor dos mundos seria adotar políticas econômicas liberais para garantir o crescimento de capital de uma nação e ainda assim, resguardar o direito dos menos favorecidos?

Portugal também descreve seu posicionamento como de centro-esquerda. Isto é, acredita no liberalismo econômico e cumpre imposições feitas pela União Europeia, mas tem forte viés socialista que cuida do bem estar social dos portugueses e dos imigrantes que cá chegam.

Conheça agora algumas das políticas (rejeitadas por Bolsonaro) criadas e implementadas pelo governo de esquerda em Portugal, em várias esferas:

Castelo de São Jorge, Lisboa

Legalização facilitada de imigrantes

Podemos começar pelo mais óbvio?

Nos últimos anos, a imigração brasileira para Portugal disparou, nos fazendo a maior comunidade estrangeira no país. Além de tantos outros atrativos, um dos principais motivos que levam tantos brasileiros a virem para cá é que é relativamente muito mais fácil se legalizar aqui do que em qualquer outro lugar.

Portanto, se você veio para Portugal em situação irregular e é contemplado com uma boa política de imigração, agradeça ao Bloco de Esquerda. Inclua nessa conta os descendentes que vêm com nacionalidade (e que a partir de 2017, são considerados portugueses originários e podem passar para os seus filhos, sendo ainda uma mais valia) e microempresários que se beneficiam de um visto de residência a um custo bem baixo.

Ou vocês acharam que iriam se legalizar com a mesma rapidez e facilidade nos Estados Unidos, por exemplo?

Há ainda um projeto de livre circulação entre os países falantes de língua portuguesa, criado pelos governos de Portugal e Cabo Verde. E, talvez vocês tenham esquecido, mas lembro que em 2006, milhares de brasileiros conseguiram a tão sonhada legalização através de um acordo feito pelo presidente Lula.

BE exige menos burocracia no SEF para legalização de imigrantes:
http://bit.ly/2CCd2zy

Imigrantes ilegais com um ano de desconto devem ter visto temporário:
http://bit.ly/2A3SGNc

“Livre circulação na CPLP não é uma miragem”:
http://bit.ly/2Ny9K1i

19 mil brasileiros legalizados em Portugal ao abrigo do “Acordo Lula”:
http://bit.ly/2C9AjaZ

Já Bolsonaro é contrário à multiculturalidade e defende a ideia de fechar as fronteiras do Brasil. Além de já ter dito que os refugiados são a escória do mundo.



Seguro desemprego

Atualmente, o benefício do seguro desemprego em Portugal pode chegar até quase dois anos. Se você aceitar receber somente durante 5 meses (que nem é no Brasil, se não me engano) e abrir mão do resto, tudo bem morar em Portugal e apoiar o Bolsonaro.

Caso ache uma ótima receber dinheiro do governo por tanto tempo e sem fazer nada, é melhor jair mudando de ideia sobre o que você apoia e as suas definições de “vagabundo”.

E o Bloco de Esquerda ainda brigou para defender a dispensa da apresentação à Segurança Social.

BE que acabar com apresentação quinzenal dos desempregados:
http://bit.ly/2yGTRjw

Sistema Nacional de Saúde

Eu mesma já reclamei que a saúde não anda muito bem em Portugal, principalmente na região onde vivo. Mas, temos que bater palmas e agradecer a António Arnaut, o criador do Sistema Nacional de Saúde português.

António, cofundador do Partido Socialista, foi quem pensou em um modelo simplificado de saúde para ricos e pobres há 40 anos atrás.

Portanto, se você que mora em Portugal e, mesmo sendo imigrante, tem acesso a uma rede completa e interligada de centros de saúde e hospitais ao valor de taxas mínimas para consultas e exames (isso se você não for isento!), agradeça mais uma vez ao socialismo.

Deixo aqui um trecho de um artigo após sua morte, em maio desse ano e o link para o artigo completo:

Numa nota enviada às redações, Eduardo Ferro Rodrigues lembra o “combatente antifascista, deputado à Assembleia Constituinte e fundador do Partido Socialista”, um homem que ficará na história pelo seu contributo para “uma das principais conquistas sociais da democracia portuguesa”, o Serviço Nacional de Saúde. “Era, por isso, justamente apelidado de pai do SNS.”

Ferro Rodrigues diz ainda que António Arnaut “foi, até ao último dia, um cidadão empenhado e um militante ativo da causa dos direitos sociais, porque sabia bem que sem igualdade de oportunidades a liberdade não tem condições para ser exercida”.

Morreu António Arnaut, pai do PS e o “socialista mais genuíno”:
http://bit.ly/2yFqTjY

Morar em Portugal e apoiar o Bolsonaro
Óbidos

Aborto descriminalizado

Vamos ser sinceros. Desde que você chegou aqui, o fato do aborto ser descriminalizado mudou em alguma coisa a sua vida? Ou você está por aí fazendo manifestações contra a lei que assegura a mulher a abortar até a 10ª semana de gestação, independente de qualquer motivo?

Desde 2007, o governo deixou de considerar o aborto voluntário um crime. Aliás, o que consideram crime por aqui e com pena de até 3 anos de prisão é a mulher abortar sozinha e ilegalmente. Não é irônico que o governo brasileiro condene o mesmo, porém SEM oferecer uma opção segura?

Não vou nem me estender sobre o fato de que aborto descriminalizado = menor número de abortos nos países que aderiram, porque já estou cansada. Deixo aqui só uma notíciazinha de leve.

Portugal é o país europeu com menos abortos, lei foi um “sucesso”:
http://bit.ly/2OPzhYw

Ah, e aposto que dessa vocês não sabiam. As brasileiras que têm condições para tal começaram a vir abortar aqui, matéria do mês passado. E você ignorando as pobres que morrem debaixo dos vossos narizes. Estão de parabéns mesmo.

Idioma e facilidade de acesso atraem brasileiras para abortar em Portugal:
http://bit.ly/2A91Pnv

Consumo de drogas descriminalizado

E se há quase 12 anos o aborto não é considerado um crime em Portugal, temos 17 anos para o consumo de drogas. Em 2001, o país decretou que consumir droga (qualquer uma delas) não é um ato que deva ser penalizado.

O governo português enxerga as drogas como um problema de saúde pública e não de polícia. Para eles, tratar os dependentes é tão importante quanto combater os traficantes. Portanto, há uma boa política de redução de danos em vigor e o modelo português de combate às drogas é exemplo estudado até pelo governo do Canadá.

A política de combate às drogas em Portugal continua a impressionar o mundo:
http://bit.ly/2Cb0s9d

E aí? Você também se incomoda com isso vivendo em Portugal?

Identidade de gênero

Em 2017, foi aprovada a lei que determina que, a partir dos 16 anos, todo cidadão tem direito a mudar seu sexo e nome próprio nos documentos de identificação e sem a necessidade de um relatório médico.

A decisão coloca Portugal orgulhosamente na lista dos 5 países europeus na linha de frente pela igualdade social, juntamente com as desenvolvidíssimas Noruega e Dinamarca. Isso te incomoda de alguma forma? Porque, para mim, devemos sempre evoluir em direção aos modelos mais bem-sucedidos que temos como exemplo.

Nova lei de identidade de género coloca Portugal na linha de frente em matéria de igualdade:
http://bit.ly/2P2eHUG



Educação

Também no ano passado, o Ministério da Educação português pensando em formar cidadãos mais conscientes e respeitosos às minorias e diferenças apresentou o novo projeto educativo.

O projeto, que começou a ser testado desde o ano letivo passado, propõe a inclusão de temas como a igualdade de gênero, combate ao racismo, respeito aos direitos humanos e multiculturalidade como obrigatórios nas escolas. Além do excelente ensino público de base que Portugal já ostenta há muitos anos, agora pode fazer o mesmo no que diz à formação de pessoas como seres humanos e verdadeiros “cidadãos de bem”.

E aí? Você que veio morar em Portugal e apoiar o Bolsonaro já foi tirar seu filho da escola? O que você vai fazer a respeito? Começar a ensinar seu filho em casa? Voltar para o Brasil? Me conta que eu quero saber!

Educação para a Cidadania: projeto-piloto em 235 escolas:
http://bit.ly/2ROWkBu

“Mas o Brasil é diferente, aí não tem corrupção!”

Olha, numa coisa temos que concordar: o Brasil é, de fato, um dos países mais corruptos do mundo. PORÉM,

1- Existe sim corrupção em Portugal e, se calhar, em enormíssima parte dos países do mundo inteiro.
2- O PT não é sinônimo único de corrupção. A verdade é essa, meus caros.

A corrupção não começou com o PT. Ela apenas foi escancarada enquanto o PT estava no poder, com a Lava Jato principalmente. PT, PSDB, PMDB, e etc. são corruptos. E, vocês sabem que o maior número de indiciados pela Lava Jato veio do PP, né? O partido ao qual Bolsonaro foi filiado por 11 anos e o mesmo admitiu saber que o partido recebia propina.

E também não sei de onde vocês tiram que esse candidato é líder do movimento anticorrupção quando o mesmo já disse que sonega todos os impostos que ele puder.

PP, o mais investigado na Lava Jato, só vê seu poder crescer no Brasil. Por quê?
http://bit.ly/2pNDzBq

Morar em Portugal e apoiar o Bolsonaro
Peniche

Sobre uma verdadeira mudança

Outro argumento que sempre encontro quando comparo os dois países é de que todo esse sistema português não funcionaria no Brasil. “Ora, somos muito diferentes! O brasileiro não tem capacidade de absorver essas coisas. Aí é outra cultura!” gritam os mais descrentes.

Queridos, vocês falam sobre a cultura de um povo como algo rígido e imutável, mas ela não é!

A principal característica da cultura é o mecanismo adaptativo, que consiste na capacidade que os indivíduos têm de responder ao meio de acordo com mudança de hábitos, mais até que possivelmente uma evolução biológica.

fonte: https://www.significados.com.br/cultura/

O que eu quero dizer com isso é que, se não começarmos uma mudança, nunca atingiremos um objetivo. Ou seja, nunca teremos o gosto de dizer que o número de abortos no Brasil caiu se não descriminalizarmos o mesmo. (apenas um exemplo)

Era muito cultural para o brasileiro fumar em espaços fechados até 2009, quando foi implantada a lei antifumo. Hoje, quase 10 anos depois, o país registra uma diminuição gritante no número de fumantes. (E nisso, Portugal poderia se espelhar pois a desculpa que usam para não endurecer as leis antifumo é que “é da cultura do português fumar”.)

É verdade que os eleitores do Bolsonaro clamam por uma mudança e o consideram por ser alternativa ao PT. E eu falo para vocês, eu não sou defensora do PT e tenho MUITAS críticas a esse partido. No primeiro turno, nem me passou pela cabeça votar no Haddad e se hoje o defendo é porque enxergo nele a única salvação da democracia.

Eu acredito que a real mudança venha da boa educação e da construção de um senso crítico afiado. Não é só sentar na escola e aprender a tabuada, mas desenvolver um pensamento capaz de interpretar e aplicar as coisas mais a fundo. De não olhar só para o seu próprio umbigo, ser solidário e consciente das diferenças. Esse é o pilar das nações social-democráticas.

E o mais importante de tudo: só exercemos nossa capacidade de mudar o que há de errado quando temos permissão para o fazer.



Em um regime de austeridade como o Bolsonaro propõe, seremos silenciados para sempre. Ele já disse que “o voto não muda nada” e que quer guerra civil e matança, deixando claro que não acredita na democracia. Ele considera o voto para se eleger, mas uma vez no poder, faz escárnio sobre o poder do povo. A conquista pelo poder parece ser objetivo pessoal dele e não em prol de uma nação. Ele representa tudo de contrário que temos em Portugal hoje.

Ora, se morando aqui nos beneficiamos de tudo o que enumerei nesse texto, não deveríamos desejar e lutar para que o nosso país fosse do mesmo jeito? Se você pudesse votar para o governo de Portugal nas próximas eleições, escolheria um candidato que continuaria o governo que existe hoje ou um candidato como Bolsonaro, que nos privaria de tudo isso?

Termino o texto com o vídeo do depoimento de Marcelo Rebelo de Sousa, presidente de Portugal, logo após o resultado do primeiro turno. Sem citar Bolsonaro, ele diz que “o mundo acordou com más notícias de intolerância, chauvinismo e xenofobia.”:
http://bit.ly/2Aaxxky

E aí, entendeu agora por que não faz sentido morar em Portugal e apoiar o Bolsonaro?

Disclaimer: Thaís Aragão não é especialista em política, apenas tem bom senso.

 

Designer de Moda/Gráfico Freelancer que mora em Portugal, ama animais, viajar, divagar e escrever sobre isso.
Minhas inspirações visuais e musicais estão sempre pelas minhas redes sociais, logo aqui embaixo, ó.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

2 comments

  1. Thais, boa noite.
    Ano passado tive a oportunidade de fazer uma mobilidade acadêmica para Portugal, estudei 6 meses em Coimbra, que cidade encantadora!
    Essa oportunidade que tive foi concedida por um acordo feito pelo Instituto Federal em que estudo (criado no governo Lula, onde Haddad era ministro da educação, acho que esse é um ponto importante de se falar).
    Voltei ao Rio de Janeiro exatamente no dia em que a Intervenção Militar foi dada início. Um puta espanto pra quem se acostumou com Portugal.
    Mas o resumo da ópera é: obrigada por compartilhar tantos argumentos conosco, acabei achei seu blog por acaso em uma pesquisa que estava fazendo no Google, que clicada boa!
    Falou tudo o que eu estou tentando explicar para minha família que quer ir para Portugal morar mas que tá votando no coiso.
    Obrigada! Resistiremos!
    #elenão

    1. Olá, Carol! Que comentário lindo! Muito obrigada por ele. <3
      O que eu achei ótimo foi o seu tom de gratidão pela oportunidade de estudar aqui, que foi proporcionada pelo PT. E a maioria esquece disso.
      Espero que o meu texto te ajude a virar votos na sua família. hehe Estou na torcida! Um beijão!